Você sabe o que é Coaching?

Coaching é entendido como um processo que foca no ganho de performance, no aumento do desempenho de uma empresa, de um grupo ou mesmo de um indivíduo. Através de ferramentas e de uma metodologia própria, o Coachee (denominação do cliente no processo) é conduzido pelo Coach (profissional), que o ajuda a atingir seus objetivos.

Tanto o Coach como o Coachee devem estar totalmente focados no processo e estar conscientes de que só existe mudança e aprendizado se houver ação por parte do cliente. Estas ações são realizadas através das tarefas geradas durante o processo. É importante, portanto, que haja uma contínua supervisão do Coach das tarefas e do desempenho do Coachee no processo.

Segundo o Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), o processo segue os seguintes e importantes passos, para que o coachee tenha um melhor aproveitamento desta experiência: (1) Investigação, reflexão e conscientização de seus valores, missão de vida e competências; (2) Descoberta dos pontos fracos e de suas qualidades; (3) aumento da consciência de si mesmo; (4) aumento da capacidade de se responsabilizar pela própria vida; (5) estrutura e foco; (6) feedback realista e (7) apoio do Coach.

É importante saber que o Coaching é sobre sair do estado atual e chegar ao estado desejado, portanto é imprescindível para o coachee ter plena consciência sobre o que são exatamente esses estados. O processo acontece para que essa jornada – entre um ponto e outro – seja facilitada e acelerada.

Durante o Coaching, profissional e cliente trabalham na base da conversação, ou seja, o Coach pode contribuir com questionamentos, feedback, observações e técnicas para o desenvolvimento e aprimoramento do coachee. Mas é basicamente através de perguntas que o profissional cria oportunidades para que o cliente faça uma reflexão sobre o caminho a seguir. O coach não decide pelo coachee e sim o ajuda a perceber o que lhe é importante e que passos são necessários para atingir suas metas.

O coaching é um processo com começo, meio e fim determinados em um acordo entre o Coach e o Coachee e é importante que se saiba a diferença entre este processo de outras abordagens. É comum que haja uma confusão sobre o processo aqui citado e o aconselhamento, porém este tem como objetivo clarificar opções durante uma crise do cliente, ajudando-o de forma rápida e pontual. Ao contrário do Coaching, o aconselhamento não dá ao indivíduo nenhum desenvolvimento de suas habilidades e competências.

Pode-se confundir também o processo de coaching com a psicoterapia, contudo resumidamente falando, nesta o objetivo é aumentar a qualidade de vida do cliente, aliviando seus sintomas psicológicos, através do desenvolvimento de repertórios funcionais para o cliente. É importante saber que o coaching só poderá ocorrer se o cliente estiver equilibrado psicológica e emocionalmente. Não se pode esperar melhora nesses âmbitos através do processo de coaching, já que o objetivo é aumento do desempenho.

Leia também: Para que serve o diagnóstico em Psicoterapia?

É essencial então que se saiba que nem todos os clientes são indicados para o processo de coaching e o Coach deve ter consciência e discernimento para encaminhá-lo a outro profissional se for o melhor para o indivíduo. Existem, ainda segundo o IBC, alguns perfis que são menos apropriados para um processo de coaching, como aqueles clientes que terceirizam sua responsabilidade ou que se recusam a assumir responsabilidade pelos seus comportamentos, clientes que se recusam a serem confrontados, aqueles que não são compromissados com o processo, que são incapazes de ouvir feedbacks ou que não conseguem emitir comportamentos para alcançar seus planos e objetivos.

Portanto, em resumo, Coaching é um processo que tem como objetivo o ganho de performance e com foco nas ações e resultados. Nele o cliente deve ter um comprometimento com ele mesmo e com o processo para que possa alcançar os resultados desejados. Por meio de técnicas e ferramentas, o Coach deve ajudar o Coachee a sair do estado atual e alcançar o estado desejado, através de uma parceria sem julgamentos, um acordo de ética, confidencialidade e segurança.

REFERÊNCIAS

José Roberto Marques – Professional & Self Coaching. Apostila do curso – versão 55.

www.ibccoaching.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima